terça-feira, 1 de abril de 2008

1º de abril - "Um belo dia, que belo dia, um belo dia aa"

Preguei uma peça na mentira: decidi ser mais verdadeira (comigo mesma).

---

Vi o sol nascer "No Melhor Lugar do Mundo". O avião levantou vôo e eu pensei: "nossa, como esse mundo é louco! Pra mim, mais um dia ... pra ela, o primeiro dia de sua vida!" Os encontros com as crianças renovaram a esperança que eu tanto precisava; a certeza de bons momentos vividos, e dos ainda melhores a viver, foi o que os reencontros me fizeram contemplar: (re) descobri a beleza de Brasília!


Família e amigos SEMPRE estarão lá, no matter what, no matter when. Ainda que tenham havido desencontros, telefone(ma)s perdidos, reações inimagináveis, noites mal-dormidas... encontrei o que buscava: a minha paz escondida!


Por tudo isso, brinde com champagne no último dia, como celebração! E na volta pra casa ele me surpreendeu com duas taças na mão! Tin- tin! Mais uma rolha pra contar a estória de minha vida! Só que dessa vez, sem quebrar a bombonière na saída!



"Life is too much short to sit and wonder... can't you see me reaching for the lifeline?" (Ben Harper)

2 comentários:

Ana disse...

saudadesde vc!!! Que bom que voltou a escrever. Qd vamos pra Bsb?

Fabiana Moura disse...

Saudadona de vc tb, amiga! Escrever alivia a alma, tava precisando. Acabo de voltar de Bsb, mas precisamos ir juntas mesmo. aliás, quando VC vem me visitar?